Skip to content


Fashion through the eyes of a Mother and architect

I’m an architect. By default (or not) I’m interested in how I show “things”. When I think of a building I always say that we are telling a story and that we have to define how we want to tell it. What we show, when we show and in what form; What we see from one side or another; What matter and texture, what light, what scale and proportion.

In fashion I end up using the same rule. If it is a killing dress the accessories are sober and the shoes will also be. If I choose a stunning jewel everything else is quieter. In both cases (fashion and architecture) I usually say that if everything is screaming very loud I don’t hear what story they want to tell me.
I must say that there can be several “heroes”, pieces that make themselves heard, as long as they work well as a team and there is a balance!

IMG_4878

This is my approach, it’s what works for me. And if this is so important in the choice we make when we introduce ourselves to the world, this choice amplifies when it is a brand to show the world its product.

This leads me to invite you to walk by Hermés. I work in Chiado, in Lisbon and don´t walk in Chiado as many times as I would like, but I don´t miss a Hermes window. The care and story that tells each new season is an example of design that goes beyond the common exhibition of pieces in shop windows. From the praise of the 5 senses, to collections “under water”, to the incredible world of insects, the array of suggestions is always enriching and always surprising.

When I go to the store I keep thinking: what will it be this time?
If a normal window calls us by the characteristics of the pieces, here besides the pieces that are stunning, also the works on the window takes us to another world.

IMG_4879

I couldn’t finish this article without congratulating the author of some of these creations, Joana Astolfi. It seems that her connection to this house was marked by her irreverence. One day he enters the store and shows her intention to collaborate with the brand.
Pure coincidence: her name is Joana as the founder and editor of Chic Every Week and architect like me! Fun coincidence and undoubtedly a name to follow!
Look at the images that I leave you and when you come to Chiado don´t forget to stop and be delighted by the windows of Hermes!

 

Sou arquiteta. Por defeito (ou não) interessa-me a forma como mostro as “coisas”. Quando penso num edifício digo sempre que estamos a contar uma história e que temos que definir de que forma a queremos contar. O que mostramos, quando mostramos e de que forma; o que vemos de um lado, por um determinado percurso ou por outro; que matéria e textura, que luz, que escala e proporção.

Na moda acabo por usar a mesma regra. Se é um vestido de arrasar os acessórios são sóbrios e (à partida…) os sapatos também o serão. Se levo uma jóia de cair para o lado tudo o resto é mais silencioso.  Nos dois casos (moda e arquitectura) costumo dizer que se está tudo a gritar muito alto não oiço qual é a história que me querem contar.
Devo dizer que podem existir vários “heróis”, peças que se façam ouvir, desde que trabalhem bem em equipa e aí se encontre um ponto de equilíbrio!

Esta é a minha abordagem, é o que funciona para mim. E se isto é tão importante na escolha que fazemos quando nos apresentamos ao mundo, esta escolha amplifica-se quando é uma marca a mostrar ao mundo o seu produto.

Isto leva-me a convidar-vos a passear, não no sentido de “promenade architecturale” mas indo buscar o mesmo sentido de Corbusier (arquitecto moderno) para a “mostra” da marca Hermés. Trabalho no Chiado (em Lisboa) e não passeio no Chiado tantas vezes quantas gostaria, mas não falho uma vitrine da Hermés. O cuidado e a história que conta cada nova temporada é um exemplo de cenografia que ultrapassa a comum exposição de peças em vitrines. Desde o elogio dos 5 sentidos, a colecções “debaixo de água”, ao incrível mundo dos insectos, a panóplia de sugestões é sempre enriquecedora e sempre surpreendente.

Quando vou a caminho da loja não deixo de pensar: o que será desta vez?
Se uma vitrine dita normal nos chama pelas características das peças aqui, além das peças serem belíssimas, também a vitrine nos transporta para outro mundo.

Não podia terminar este artigo sem parabenizar a autora de algumas destas criações, Joana Astolfi. Parece que a sua ligação a esta casa foi marcada pela sua irreverência. Certo dia entra na loja e apresenta a sua intenção de colaboração com a marca.
Pura coincidência: é Joana como a blogger da Chic Every Week e arquitecta como eu! Coincidência divertida e sem dúvida um nome a seguir!
Espreitem as imagens que vos deixo e quando passarem pelo Chiado não se esqueçam de espreitar a vitrine da Hermés!

 

______________________________________________

About The Autor / Sobre o Autor

Carolina Segurado Fernandes

Carolina is an architect in Portugal, and a mother of two beautiful  girls. She´s also the founder of the solidary platform MU.BU, that she created with the goal of challenging everyone anywhere to help a cause, because she believes that we can all make a difference in someone’s life.

A carolina é uma arquitecta portuguesa, e mãe de duas raparigas lindíssimas. É também a fundadora da plataforma solidária MU.BU, que criou com o objectivo de desafiar qualquer pessoa e em qualquer lugar a ajudar numa causa, isto porque a Carolina acredita que todos nós podemos fazer a diferença na vida de alguém.